Cálculo do material

          O estudo da resistência dos materiais é um assunto avançado. Na prática aplica-se as fórmulas descobertas por este estudo sem necissadade de conhecimentos matemáticos e físicos profundos.

          No entanto é necessário possuir uma noção do que é resistência dos materiais. Isto se consegue em livros especializados de engenharia. Dizendo de forma muito simplificada dizemos que a resistência dos materiais é características que cada material tem de se alterar ou não diante de uma ação que incide sobre ele.

          No caso de uma barra de aço submetida à tração ela consiste na forma que a barra se deforma esticando. De quanto é este alongamento. Para que uma barra seja aplicada na estrutura metálica é necessário que o alongamento seja reversível, isto é, que ela funcione como uma mola. Quando uma barra está funcionando como uma mola dizemos que ela está em sua região elástica. Estas deformações são imperceptíveis aos olhos humanos. Só por meio de instrumentos é que podem ser detectadas e medidas.

          O essencial é que depois de uma barra ser esticada num esforço de tração ela retorne à posição inicial, quando a força que age sobre ela for retirada. Nisto entendemos que quando uma ventania atinge uma cobertura metálica ela se deforma como uma mola retornando ao estao original, quando o vento passa. Quando isto não acontece a estrutura cai.

           Daí a necessidade do cálculo. Ele determina com precisão qual o material resistirá às forças atuantes se deformando até um ponto que a deformação seja reversível ao estado original.

            A fórmula para se determinar qual tipo de material (perfil) deve ser empregado em uma solicitação de tração é uma e para a de compressão é outra.

            Para aplicar estas fórmula convém saber o que é tensão de escoamento, tensão admissível e momento de inércia. Todas estas coisas são muito simples e fáceis de serem compreendidas, desde que as informações estejam disponíveis e a pessoa esteja interssada em conhecê-las.